0 iconCarrinho (0)

Carrinho  

Nenhum produto

Total R$ 0,00

Finalizar Carrinho

Categorias

Receber Novidades e Promoções

Mais vendidos

» Mais Vendidos

  • Olá senhores! Eu quero aqui, apenas externar a minha satisfação em receber os e-mails com as newletter, pois assim fico sempre atualizado e a par do material ou ferramenta eletrônicas que existem para ser adquiridas e com isso poder desenvolver algum trabalho. Saliento que ainda não efetuei nenhuma compra, por isso apresento as minhas escusas, mas é porque realmente não estou trabalhando com eletrônica, contudo, sempre que posso indico o...
    Roberto Yug Serralvo, Dracena / SP
  • Mais uma compra realizada com grande sucesso. Comprei dois ítens e chegaram em perfeito estado. Como sempre, bem acondicionados, embalagem perfeita. Altamente recomendado para quem deseja seriedade e profissionalismo. Parabéns!!
    Roberto Kunieda, São Paulo / SP
Ver Comentários

Alicates

35 produtos

Alicates

Diversos tipos de alicates


Os alicates em geral, são ferramenta articuladas que servem essencialmente para ampliar a força que o usuário incide sobre certo objeto. Esta multiplicação de força é possível pelo princípio da alavanca (Torque), a qual é explicada e calculada através das Leis de Newton.


Alicates são ferramentas utilizadas em diversas finalidades, sendo eles um dos utensílios mais comuns em uso pelo homem. Seu emprego não se detém exclusivamente a uma única área de atuação, pode ser empregado em inúmeras atividades, independente de ser ela mecânica, elétrica, eletrônica ou outra.




Alicate sendo utilizado durante a forja do metalConta a história que os alicates foram inventados na Europa cerca de 2000 a.C. para possibilitar que se segurassem objetos quentes, especialmente o ferro nas fundições. Os diferentes tipos de alicates surgiram juntamente com a invenções dos novos objetos, nos quais o alicate necessitava ser utilizado, como em: ferraduras, abraçadeiras, cabos, canos, componentes elétricos e eletrônicos.


Pela constante demanda e a grande diversidade de objetos e operações que demandam sua utilização, a variedade de alicates hoje provavelmente excede a de todas as demais ferramentas manuais como chaves de fenda, serras, martelos, dentre outros.


Atualmente existem diversos modelos, tipos e tamanhos de alicates, cada qual adaptado às suas aplicações específicas. Dentre eles existem também, aqueles utilizados corriqueiramente para realização de tarefas normais do nosso dia a dia. Existem tantos modelos com tantas funções diferentes que os alicates podem ser separados por área de utilização, como elétrica, eletrônica, mecânica, hidráulica, telefonia, dentre outros.


São ferramentas de extrema importância, pois é com elas que profissionais trabalham, sustentando, apertando, puxando, cortando, crimpando, prensando objetos. Para tanto, a maioria dos diversos tipos de alicates são desenvolvidos com aço temperado, material este que apresenta grande resistência mecânica a deformações e a quebra, bem como ser extremamente robusto, qualidade imprescindível para a cabeça do alicate.


Todo alicate é composto de três partes básicas: a cabeça, a articulação e o par de  cabos (manoplas).

Partes de um alicate - Cabeça / articulação / cabos (manoplas)

A cabeça é a parte do alicate que incide força sobre o objeto trabalhado. É nessa parte que ocorrem as mais significativas diferenciações entre os alicates, de acordo com o tipo de incidência que se deseja. Geralmente, a cabeça do alicate é composta por mordentes e/ou lâminas, utilizadas para sustentar e cortar objetos. É também, a parte menor do braço de alavanca, sendo portanto, sempre mais curto que os cabos, de acordo com o Torque (força exercida sobre o cabo para girar um eixo central).


A articulação é o vínculo mecânico entre as peças unidas do alicate, responsável por servir de apoio para a transferência de força dos cabos à cabeça. É geralmente composto por um pino, em torno do qual deslizam de forma circular as outras partes.


Os cabos (manoplas) são os braços onde o usuário aplica força. Podem apresentar curvatura diversa, de acordo com a conveniência anatômica do uso. O seu tamanho também pode variar proporcionalmente, de acordo com a quantidade de força que se deseja transferir à cabeça. Já seu revestimento serve para dar melhor aderência, garantir conforto, oferecer proteção mecânica, isolação elétrica ou tudo ao mesmo tempo.