Categorias

Receber novidades e promoções

Depoimentos

  • Gostei do ótimo atendimento e chegou antes do prazo previsto!
    João Maria Ferreira De Lacerda, ASSU-RN
  • Atendimento excelente, ótimo produto e entrega no prazo. Parabéns!
    Luka Lenz Irineu, Cerro Largo/RS

Leds

O Led é um Diodo Emissor de Luz bastante utilizado em quase todos os circuitos eletrônicos como elemento de sinalização e pode ser encontrado em diversos tamanhos e formatos, agrupados ou não.

O LED de 3mm e...

O Led é um Diodo Emissor de Luz bastante utilizado em quase todos os circuitos eletrônicos como elemento de sinalização e pode ser encontrado em diversos tamanhos e formatos, agrupados ou não.

O LED de 3mm e 5mm são os mais encontrados e são classificados normalmente em Difuso e Alto Brilho, diferenciais que definem seu funcionamento e aplicação, encontrado em ambas as especificações.

O LED Difuso é aquele que possui em seu corpo um banho de tinta da cor desejada e que apresenta um brilho menor, utilizado para notificação e sinalização. O LED de Alto Brilho por sua vez é utilizado para iluminação e seu sistema de cor é definido junto ao diodo.

Além disto existem os LED SMD, que são micro LED utilizados em módulos e Shields e os LED RGB, componentes que normalmente necessitam de configuração para funcionar e permitem a emissão de diversas cores em um único produto.

Mais Menos

44 produtos

O que é um Led?

O LED é diodo emissor de luz considerado um dispositivo semicondutor que emite luz quando uma corrente elétrica passa por ele, atuando com alta eficácia de iluminação e baixo consumo de energia, o que vem a fazer com que seja aplicado em uma ampla gama de produtos e projetos robóticos.

Como funciona um Led?

O LED funciona produzido luz quando as partículas que carregam a corrente (conhecidas como elétrons e lacunas) se combinam dentro do material semicondutor, apresentando o efeito visual que todos nos já conhecemos.

Por que o Led é considerado de estado sólido?

Os LEDs são descritos como dispositivos de estado sólido, pois a luz é gerada dentro do material semicondutor sólido. O termo iluminação de estado sólido, que também abrange LEDs orgânicos (OLEDs), distingue essa tecnologia de iluminação de outras fontes que utilizam filamentos aquecidos (lâmpadas incandescentes e halógenas de tungstênio) ou descarga de gás (lâmpadas fluorescentes).

Por que os Led tem cores diferentes?

As cores diferentes do led se devem ao material que esta dentro do semicondutor do LED, os elétrons e as lacunas estão contidos em faixas de energia. A separação das bandas (ou seja, o “band gap”) determina a energia dos fótons (partículas de luz) que são emitidos pelo LED.

A energia do fóton determina o comprimento de onda da luz emitida e, portanto, sua cor. Diferentes materiais semicondutores com diferentes “band gaps” produzem diferentes cores de luz. O comprimento de onda (cor) preciso pode ser ajustado alterando a composição da região ativa ou emissora de luz.

LEDs são compostos de materiais semicondutores compostos, que são feitos de elementos do grupo III e do grupo V da tabela periódica (esses são conhecidos como materiais III-V). Exemplos de materiais III-V comumente usados para fazer LEDs são arseneto de gálio (GaAs) e fosfeto de gálio (GaP).

Até meados dos anos 90, os LEDs tinham uma gama limitada de cores e, em particular, não existiam LEDs comerciais azuis e brancos. O desenvolvimento de LEDs baseados no sistema de nitreto de gálio (GaN) completou a paleta de cores e abriu muitas novas aplicações.

Quais são os principais materiais no Led?

Os principais materiais semicondutores usados para fabricar LEDs dependem muito da cor, em especial, é utilizado Nitreto de gálio e índio, conhecido como InGaN para os LEDs de alto brilho azul, verde e ultravioleta, já o Fosfeto de Alumínio, Gálio e Índio (AlGaInP) são utilizados para LEDs de alto brilho amarelo, laranja e vermelho, o Arsenieto de Gálio e o Alumínio (AlGaAs) são empregados na produção de LEDs vermelhos e infravermelhos e por fim, o Fosfeto de Gálio (GaP) que é utilizado em LEDs amarelos e verdes.

O que são diodos emissores de luz infravermelha?

Um diodo emissor de luz infravermelha (LED IV) é um dispositivo emissor de luz de estado sólido (SSL) que produz luz na faixa infravermelha ou na faixa do espectro de radiação eletromagnética. Os LEDs de infravermelho permitem uma produção econômica e eficiente de luz infravermelha, que é radiação eletromagnética na faixa de 700 nm a 1 mm.

Os vários LEDs IR podem produzir luz infravermelha de comprimentos de onda diferentes, assim como LEDs diferentes produzem luz de cores diferentes. Os LEDs de infravermelho também são úteis em muitos tipos de eletrônicos, como controles remotos de televisores e vários outros eletrônicos. Eles estão até em uso em câmeras; essas câmeras infravermelhas usam LEDs infravermelhos como um holofote, enquanto permanecem invisíveis a olho nu.

A demanda por LEDs IR se deve à sua versatilidade. Por exemplo, LEDs de infravermelho, em conjunto com vários tipos diferentes de sensores, são comumente usados em ambientes máquina a máquina e em aplicativos de Internet das Coisas (IoT).

Como funcionam os LEDs de infravermelho?

Em resumo, um LED IV é um tipo especial de diodo ou semicondutor simples. Como tenho certeza de que você se lembra, a corrente elétrica flui apenas em uma direção em diodos. Conforme a corrente flui, os elétrons caem de uma área do diodo para buracos em outra área. Isso é possível porque os elétrons liberam energia na forma de fótons, e esse processo produz luz (eletroluminescência).

Também é necessário modular a emissão de um LED IR para usá-lo em aplicações eletrônicas para evitar disparos falsos. A modulação faz com que o sinal de um LED IR se destaque acima do ruído.

Além disso, os diodos infravermelhos têm um pacote que é opaco à luz visível, mas transparente ao infravermelho. No geral, com o uso extensivo de LEDs IR em controles remotos, sistemas de alarme de segurança e quase todos os outros dispositivos eletrônicos, eles são extremamente econômicos.