Categorias

Receber novidades e promoções

Depoimentos

  • Gostei do ótimo atendimento e chegou antes do prazo previsto!
    João Maria Ferreira De Lacerda, ASSU-RN
  • Atendimento excelente, ótimo produto e entrega no prazo. Parabéns!
    Luka Lenz Irineu, Cerro Largo/RS

Fusível de Vidro

O que é um Fusível de Vidro?

Um fusível de vidro é um dispositivo de segurança elétrica construído em torno de uma faixa condutiva projetada para derreter e se separar no caso de corrente excessiva. Os fusíveis estão sempre conectados em série...

O que é um Fusível de Vidro?

Um fusível de vidro é um dispositivo de segurança elétrica construído em torno de uma faixa condutiva projetada para derreter e se separar no caso de corrente excessiva. Os fusíveis estão sempre conectados em série com os componentes a serem protegidos contra sobrecorrente, de modo que quando o fusível queimar, ele abrirá todo o circuito e interromperá a corrente através dos componentes.

Normalmente, um pedaço fino de fio está contido em uma bainha de segurança para minimizar os riscos de explosão do arco, se o fio se abrir com força violenta, como pode acontecer no caso de sobrecorrentes severas. No caso de pequenos fusíveis automotivos, a bainha é transparente para que o elemento fusível possa ser inspecionado visualmente. A fiação residencial costuma empregar fusíveis aparafusados com corpos de vidro e uma tira fina e estreita de folha de metal no meio.

Existem ainda os fusíveis do tipo cartucho que são populares em aplicações automotivas e em aplicações industriais, quando construídos com materiais de revestimento que não sejam vidro. Como os fusíveis são projetados para “falhar” abrir quando sua classificação atual é excedida, eles são normalmente projetados para serem substituídos facilmente em um circuito. Isso significa que eles serão inseridos em algum tipo de suporte, em vez de serem soldados ou aparafusados diretamente aos condutores do circuito.

Mais Menos

12 produtos

Como Funciona o Fusível de Vidro?

O fusível de vidro funciona permitindo determinada passagem de corrente pelo seu filamento metálico, onde sempre que corrente for superior a correte nominal, o filamento se romperá, independido que a energia elevada atinja os demais componentes, sendo considerado um dispositivo de segurança.

Fusível de Vidro Bom vs Queimado

Vale destacar que o fusível de vidro não contém nenhum gás no interior do tubo. O bulbo de vidro tem a função única de impedir que o metal resultante do derretimento por excesso corrente venha causar danos no ambiente em que está instalado. Por ser transparente, o vidro também tem a possibilidade de permitir a inspeção visual por parte do técnico, possibilitando ter certeza que o mesmo está queimado.

Anatomia dos Fusíveis

Os aparelhos e equipamentos elétricos são protegidos por minúsculos fusíveis instalados em sua fiação ou invólucro. Eles interrompem o circuito elétrico caso algo nefasto aconteça com a corrente, como sobrecarga devido a uma oscilação de energia durante uma tempestade severa ou se um circuito decidir entrar em curto.

O minúsculo fusível evita que o problema na origem vá para um eletrodoméstico caro ou item de decoração amado e destrua seus sistemas elétricos finos. Também evita que o item crie um problema maior, como danos por incêndio ou água, se uma máquina cheia de itens molhados quebrar antes do ciclo de centrifugação.

Os fusíveis vêm em todos os formatos e tamanhos. Eles também são feitos de muitos tipos diferentes de materiais para garantir que possam funcionar adequadamente sob várias condições que os fusíveis podem enfrentar durante sua duração relativamente curta no aparelho ou dispositivo elétrico.

Os dois principais materiais usados para fabricar fusíveis bem construídos são o vidro e a cerâmica. Os tipos de fusíveis incluem fusíveis de longa duração ou super-time-lag (TT), fusíveis de ação rápida (FF), fusíveis de queima rápida (F) e fusíveis de queima lenta ou retardada (T).


Qual a Diferença do Fusíveis de Vidro e de Cerâmica?

Para saber qual a diferença do Fusíveis de vidro e de cerâmica é preciso principalmente observar a capacidade de interrupção na tensão nominal, já que fusível de cerâmica é muito forte, sendo capaz de trabalhar com até 100 amperes em comparação com apenas 35 amperes para o fusível de vidro com a mesma voltagem CA.

A capacidade de interrupção aqui mencionada se refere a corrente máxima que pode ser suspensa com segurança pelo fusível. O de cerâmica oferece melhor proteção térmica e de arco durante um episódio de alta corrente, quando comparamos com um fusível de vidro que tenha as mesmas especificações.

Fusível de Vidro vs Fusível de CerâmicaFusível de Vidro vs Fusível de Cerâmica

O fusível de vidro é uma boa opção para aplicações onde a probabilidade de um episódio de correntes altas não ocorra (compare a capacidade de interrupção com a corrente potencial a que o fusível pode estar sujeito). Já o fusível de cerâmica tem maior capacidade de interrupção, oferecendo um maior nível de proteção térmica e de arco, mais adequada para aplicações onde podem ocorrer episódios de correntes altas de forma mais constante.

Posso trocar um pelo outro? Se todas as especificações e classificações de segurança forem iguais você pode optar pelo de vidro ou de cerâmica, mas não é recomendado substituir a cerâmica pelo vidro.


O que Acontece se eu Instalar o Fusível de Vidro Errado?

Se você instalar o fusível errado, o pior cenário é o dano ao equipamento causado por uma falha de corrente ou sobrecarga. Outras possibilidades incluem o fusível queimando, embora não haja falha elétrica. É sempre melhor substituir um fusível queimado pelo mesmo fusível ou equivalente direto.


Como Descobrir qual Fusível Preciso?

Primeiramente, ao substituir os fusíveis originais, na maioria das situações podemos fornecer exatamente o mesmo fusível ou um fusível equivalente produzido por um fabricante diferente.

Antes de mais nada você pode verificar a tensão máxima do modelo queimado e a corrente de trabalho, podendo substituir pelo modelo exatamente igual com as mesas especificações e materiais de fabricação. Recomendamos que, se você não souber fazer essa análise, consulte um engenheiro elétrico ou um técnico para selecionar o melhor fusível para sua aplicação.

Como Escolher o Fusível de vidro Ideal para SubstituirComo Escolher o Fusível de vidro Ideal para Substituir o Modelo Queimado

Dicas de Segurança para Fusíveis de Vidro

A grande maioria dos dispositivos elétricos apresentam fusíveis de segurança e para manipulá-los é preciso se orientar por algumas dicas uteis.

Inicialmente, nunca substitua um fusível por um fusível maior, pois isso deixará muita corrente passar e será um risco de incêndio. Substituir um fusível por um fusível menor também é um problema, pois isso impedirá a operação normal.
Nunca use algo diferente de um fusível para substituir um fusível; isso provavelmente causará um incêndio, além disso, mantenha fusíveis extras em casa para substituir rapidamente os fusíveis queimados.

E o item mais importante, sempre Desligue ou desconecte os itens em uso antes de substituir um fusível queimado; caso contrário, o fusível de substituição também será destruído imediatamente, além de expor você a choques elétricos.