Categorias

Receber novidades e promoções

Depoimentos

  • Realizem minha primeira compra há alguns dias e tudo correu perfeitamente bem! A entrega foi feita pela TNT/FEDEX inclusive antes do prazo previsto, os produtos chegaram impecáveis e bem embalados. Gostei muito da experiência e voltarei a comprar de novo em breve! E o mais importante: aqui você consegue comprar quase tudo em uma única compra, o que facilita a reduz muito o custo de frete! Parabéns a USINAINFO pelo atendimento!!!
    Amarildo F Lopes, S.J.Rio Preto/SP
  • Infelizmente não estou com a mesma sorte dos demais, fiz uma compra e optei pela transportadora ''TNT FEDEX ''Mercadoria esta a 40 km de onde eu moro a 14 dias no depósito, eles não me entregam e nem deixam buscar só porque no prazo é de ate 28 dias .
    Élio Luis Luis, Nova Serrana

Multimetro

O Multímetro é um equipamento utilizado para medir e avaliar grandezas elétricas variando suas funções de modelo para modelo, podendo executar comumente as funções de voltímetro, amperímetro e ohmímetro, além destas funções básicas,...

O Multímetro é um equipamento utilizado para medir e avaliar grandezas elétricas variando suas funções de modelo para modelo, podendo executar comumente as funções de voltímetro, amperímetro e ohmímetro, além destas funções básicas, alguns modelos podem desenvolver outras funções como capacímetro, frequencímetro e termômetro, por exemplo.

Presente na bancada de trabalho de quase todo profissional, o multímetro pode ser encontrado sistemas de verificação tanto digital quanto analógico, possuindo sistemas de verificação fixos através de seleção ou com ajuste automático (Auto Range) para auxiliar nas verificações.

Com suas funções, o multímetro possibilita maior domínio sobre projetos, auxiliando nas mais diversificadas medições, possibilitando a verificação de informações através de pontas de prova ou até mesmo através das garras encontradas em alguns modelos.

Mais Menos

17 produtos

Qualquer trabalho que vamos fazer se queremos que saia bem feito precisamos ter as ferramentas adequadas para executá-lo, quando se trata de tarefas elétricas, isto se torna ainda mais verdadeiro, não apenas por uma questão de fazer o bom serviço, mas de segurança para o técnico e para o equipamento.

Quem trabalha com eletricidade precisa conhecer os componentes, equipamentos e ferramentas para que possa trabalhar adequadamente. Entre esses equipamentos o multímetro é considerada uma das ferramentais mais importantes e que deve estar presente em sua bancada de trabalho.

Conhecer os diferentes equipamentos e componentes eletrônicos é um conhecimento indispensável para os profissionais da área, e se você ainda não sabe que é um multímetro, fique de olho que vamos aprender um pouco mais sobre ele a partir de agora!

O que é um multímetro?

O multímetro é uma ferramenta muito útil para diversas atividades, por exemplo, ele é útil para quem quer realizar reparos de circuitos elétricos, testar componentes, verificar tensão de uma linha eletrificada e outras medições.

Seja no seu trabalho ou até mesmo na escola tem um multímetro uma mão é uma excelente ideia. Mas, o que é um multímetro, afinal?

O multímetro é um equipamento eletrônico capaz de medir várias grandezas elétricas como tensão, corrente, resistência, capacitância, continuidade.

Há diferentes tipos de multímetros, é possível encontrar desde multímetros portáteis mais básicos como o Multímetro Digital HM-1000 Hikari até Multímetro Digital com imagem térmica como o Multímetro Digital DM284 – FLIR.

Escolher o melhor multímetro para você depende do que irá fazer com equipamento.
Se a sua intenção é apenas cuidar da manutenção residencial da sua própria casa, o multímetro de modelo mais básico pode servir.

Mas, se você é profissional que trabalha com eletricidade vai precisar de um multímetro mais completo para atender as necessidades para sua profissão.

Com tantas funcionalidades é de se imaginar que ele é muito útil, e vamos explorar essas funções melhor a seguir. 

O que é um multímetro digital?

O multímetro digital tem as mesmas funções que o multímetro analógico, mas é um equipamento mais moderno e que faz a medição das grandezas elétricas de forma digital.

Os multímetros digitais funcionam convertendo a corrente elétrica em sinais digitais através de circuitos denominados conversores análogo-digitais. Estes display’s digitais mostram o valor medido em números, com ou sem as casas decimais, dependendo apenas do seu grau de precisão.

Multímetro Digital + Ponta de Prova

Multímetro Digital + Ponta de Prova

São equipamentos modernos, resistentes, que se adaptam aos mais variados trabalhos, podendo ser empregado na medição de várias grandezas, como tensão, corrente, resistência, frequência, indutância, capacitância, temperatura, dentre outros, de acordo com seu nível de precisão e qualidade.

Empregado em mesas ou bancadas de trabalho, em serviços de campo, laboratório, agrega diversos instrumentos de medidas elétricas num único aparelho como voltímetro, amperímetro, capacímetro, frequencímetro, termômetro entre outros, como opcionais conforme o fabricante do instrumento disponibilizar.

O que é um Multímetro Analógico

Sua base de atuação está fundada no galvanômetro, instrumento este, composto basicamente por uma bobina elétrica montada em um anel envolto por um imã. O anel munido de eixo e ponteiro pode rotacionar sobre o imã. Uma pequena mola - como as dos relógios - mantém o ponteiro no zero da escala.

Uma corrente elétrica passando pela bobina, cria um campo magnético oposto ao do imã promovendo o giro do conjunto. O ponteiro do multímetro analógico desloca-se sobre uma escala calibrada em tensão, corrente, resistência, dentre outras.

Multímetro Analógico + Ponta de Prova
Multímetro Analógico + Ponta de Prova

Esta categoria disponibiliza multímetros digitais e analógicos, equipamento para medição de grandezas elétricas que incorpora diversos instrumentos de medidas elétricas num único aparelho como voltímetro, capacímetro, amperímetro e ohmímetro por padrão e frequencímetro e termômetro entre outros, como opcionais.

Sabemos também, que o multímetro é uma ferramenta indispensável para quem trabalha, direta ou indiretamente, com equipamentos e aparelhos desta área. A medição de componentes e grandezas elétricas se faz necessário a medida em que se deseja consertar ou até mesmo instalar algum componente ou aparelho.

Para facilitar a utilização de um multímetro, desenvolveu-se este artigo-tutorial, que detalha tanto as principais partes do aparelho, bem como, qual a maneira correta e segura de empregá-lo durante as medições e testes.

Display LCD

Com o advento do display digital, mais especificamente o de cristal líquido (LCD) e do conversor analógico-digital, os multímetros ganharam uma nova função: mostrar os valores lidos diretamente, com grau de precisão superior aos seus irmãos analógicos.

Devido aos mesmos componentes, a isolação (impedância) de entrada é alta, interferindo pouco nas leituras e proporcionando uma probabilidade menor de ser danificado devido a um erro.


Visores LCD com e sem backlight (luz de fundo)

Visores LCD com e sem backlight (luz de fundo)

Além disso, dentre os inúmeros modelos de multímetros digitais à venda, podem ser encontrados aqueles com iluminação backlight (luz de fundo) e os sem. Todavia, o modelo em análise é sem a iluminação, mas como possui dígitos grandes, facilita a visualização mesmo estando em ambientes com pouca presença de luz.

Seletor de Escalas

Todos os multímetros, até mesmo os analógicos, contam com uma chave seletora, a qual o usuário utiliza para determinar que grandeza irá mensurar. Por outro lado, existem modelos com escalas auto-ajustáveis, que são regulados bastando que o operador selecione a grandeza a ser medida.

Além de possuir multímetros com escalas auto-ajustáveis, temos aqueles aparelhos específicos, destinados a medir determinada grandeza. Estes, por sua vez, são testadores peculiares que apresentam um número maior de escalas de determinada grandeza, para garantir ao usuário uma medida detalhada e de extrema precisão.



Seletor de Escala e função Auto-Ajuste

Seletor de Escala e função Auto-Ajuste

Quanto custa um multímetro?

Não existe um valor único para esse equipamento, um multímetro pode ter diferentes preços a depender de quantas funções ele seja capaz de realizar. Assim você pode comprar um equipamento mais barato, mas com menos funcionalidades ou ter um multímetro completo só que vai sair um pouco mais caro.

As funções do multímetro: Entenda melhor

Uma das principais funções do multímetro é medir a tensão de uma corrente elétrica. Mas, como estamos falando específicamente nos multímetros que mensuram várias grandezas num único aparelho, explanemos à respeito das mais frequentes:

Tensão DC e AC (Voltímetro)

Também conhecidos como voltímetros, os multímetros possuem a escala de tensão dividida em duas partes, VDC (Tensão de corrente contínua) e VAC (Tensão de corrente alternada). Portanto, quando o usuário for medir tensão, terá que escolher entre VDC ou VAC.

A tensão elétrica (ou diferença de potencial – DDP) é definida pela física como o trabalho que uma força eletroestática exerce sobre uma carga elétrica para se movimentar de um ponto a outro.


Atenção! Risco de Choque Elétrico

Atenção! Risco de Choque Elétrico


As diferenças de tensão fazem parte do circuito e podem indicar uma fonte de energia, uma perda ou até mesmo um acúmulo da corrente elétrica naquele lugar.

Se você tem pilhas e baterias guardadas há muito tempo e não sabe se estão carregadas ou não, pode utilizar a função voltímetro do multímetro ou dependendo do modelo, alguns multímetros possuem um medido de carga de bateria.

Outra importante função do multímetro é a sua capacidade de medir Tensão AC (corrente alternada). As linhas de energia residencial em nosso país trabalham com tensões de 110V (ou 127V) e 220V, porém para certos equipamentos uma tensão ou outra destas podem acabar danificando-os.

Corrente DC e AC (Amperímetro):

Da mesma forma que a tensão, os multímetros ou amperímetros, contam com escala de corrente dividida em duas partes, corrente contínua (DC) e corrente alternada (AC). Para que o usuário possa escolher a correta escala de corrente, é necessário antes, que saiba distinguir se o componente em análise, fornece corrente contínua ou corrente alternada, além de o mesmo não poder fornecer mais de 10 Ampères.

Corrente contínua só é fornecida por fontes alternativas, como é o caso de pilhas, baterias automotivas (12V ou 24V), baterias 9 Volts, dínamos, células solares e principalmente fontes de alimentação das mais diversas tecnologias. Nos amperímetros em geral, a faixa de escalas da corrente contínua vai de 2 Mili-Ampères até 10 Ampères, competindo ao usuário definir qual a escala mais aproximada. A corrente contínua é medida conectando os terminais do amperímetro em série com a carga.


Escalas para Medir Corrente AC/DC do Multímetro

Escalas para Medir Corrente AC/DC do Multímetro

Por outro lado, temos a corrente alternada que ao contrário da contínua é mais abundante, inclusive podendo ser mensurada  junto a aparelhos conectados diretamente à rede elétrica. Da mesma forma, o usuário deverá ajustar o seletor na escala de corrente que mais se aproxima com a fornecida pelo aparelho. Geralmente, a faixa de escalas de corrente alternada, compreendida nos amperímetros, vai de 2 Mili-Ampères até 10 Ampères. Pode ser medida conectando os terminais do amperímetro em série com a carga.

Teste de Continuidade

Se seu equipamento  eletrônico estiver com mau funcionamento  o seu multímetro também pode ser útil com a função teste de continuidade. O equipamento vai lhe ajudar a identificar componentes queimados, rompimentos de fios, trilhas e pontos de solda.

Para fazer esse teste as pontas de prova estarão nos mesmos terminais do multímetro que usamos para verificar a tensões e testar as baterias. Ao tocar as pontas de prova, o multímetro emitirá um alerta sonoro e indicará no display o valor da resistência em Ohms.

Resistência Ohms Ω (Ohmímetro):

Outra das principais grandezas mensuradas pelos multímetros é a resistência, a qual é dada em Ohms, a resistência elétrica corresponde à capacidade de um corpo, seja ele condutor ou isolante, de opor à passagem da corrente. Ou seja, a resistência é a dificuldade que a corrente elétrica encontra para circular em determinados condutores. Isso por sua vez, gera calor que deverá ser dissipado, sendo portanto, muito utilizado em aparelhos como ferro de solda, ferro de passar, chuveiros, fornos elétricos, dentre outros.


Escalas para Medir Resistências no Multímetro

Escalas para Medir Resistências no Multímetro

A resistência, ao contrário da tensão e da corrente, não possui escalas divididas em alternada ou contínua, sendo portanto, mais fácil de ser mensuradas, além de compreender uma faixa maior de escalas. A resistência nos multímetros ou ohmímetros, possui uma escala que varia geralmente, de 200 Ohms até 200 Mega-Ohms.

Para medir resistividade elétrica, os terminais do ohmímetro devem ser conectados em paralelo à resistência que será medida. Os terminais devem ser dispostos um antes e outro depois da resistência, além de, o usuário ter o cuidado para que a mesma não esteja energizada, evitando assim danos ao ohmímetro.

Capacitância (Capacímetro) Farad:

Existe também as escalas destinadas à medição de capacitores, os quais são encontram em inúmeros circuitos. A capacitância é a relação entre a quantidade de carga acumulada pelo corpo e o potencial elétrico que o corpo assume em consequência disso. Os capacitores são componentes que tem várias funções, sendo algumas delas a de armazenar carga, filtrá-la, mas também, de gerar pulsos e ativar outros componentes.

Escalas para Medir Capacitância no Multímetro

Escalas para Medir Capacitância no Multímetro

Assim como as escalas das demais grandezas elétricas, a capacitância conta com escalas variadas e compete ao usuário determinar e ajustar o seletor à que mais se aproxima da medida que deseja realizar. Os capacímetros, possuem graduação em Farad, escala esta adotada pelo Sistema Internacional de Unidades (SI) mas, como esta unidade é relativamente grande, geralmente são utilizados os seus submúltiplos, como microfarad, nanofarad ou picofarad. O multímetro em análise adota escalas que variam de 20 Nano-Farad até 200 Micro-Farad.

Para medir capacitores, dois detalhes importantes devem ser observados. O primeiro é observar a correta posição das pontas de prova do capacímetro com os terminais positivo e negativo dos capacitores-eletrolíticos. O segundo é lembrar-se de descarregar o capacitor antes de realizar medições ou testes, a fim de evitar danos ao próprio capacímetro.

Pontas De Prova do Multímetro:

Um dos componentes de maior importância dos multímetros sem dúvida são seus terminais, também conhecidos como pontas de prova. Uma vez que o funcionamento de todo o circuito interno dos multímetros depende da correta ligação de seus terminais, devemos prestar muita atenção a este importante detalhe.

Borne Negativo do MultímetroBorne Negativo do Multímetro

A grande maioria dos multímetros conta com 4 bornes, sendo um deles exclusivamente para a conexão da ponta de prova negativa (COM) e os outros 3 para o terminal positivo, dependendo da grandeza a ser medida e também em qual escala o mesmo se enquadra.

Tensão e Resistência

Para medir tensão ou resistência, o operador deverá conectar a ponta de prova preta (por convenção, pólo negativo) no borne com a inscrição COM e a ponta vermelha (por convenção, pólo positivo) no borne que contenha a inscrição V, Ω ou ambas.



Bornes para medição de tensão e resistência

Bornes para medição de tensão e resistência

Corrente

Para se mensurar corrente, o operador deve observar requisitos, o primeiro é que não deve medir equipamentos com corrente superior a 10 Ampères e segundo, que para medir corrente de até 200 Mili-Ampères o mesmo deve trocar os bornes. Para mensurar corrente de até 200 Mili-Ampères, os multímetros possuem um borne dotado de fusível com inscrição indicativa.

Bornes para medição de corrente até 200mA

Bornes para medição de corrente até 200mA

Capacitância

Na maioria das vezes, os multímetros contam com uma inscrição Cx para determinar os bornes indicados para a conexão dos terminais, nunca se esquecendo que o terminal COM sempre será pólo negativo.

Bornes para medição de capacitância

Bornes para medição de capacitância

Como entender o valor mostrado no visor do meu multímetro durante o teste de continuidade?

Cada multímetro tem um limite mínimo para emitir um alerta sonoro e um teste de continuidade, no entanto,  a maioria dos multímetros utiliza como o valor base a medida de 70 Ohms,  acima da qual irá soar o alerta sonoro indicando que há algum problema no equipamento metido.

 

Como faço para medir a carga de pilhas e baterias se o meu multímetro não tem essa função? 

Para os multímetros que não possuírem a função específica de análise de baterias, selecione a opção de medição de tensão em corrente contínua, e caso o equipamento não tem a mudança automática  de faixa de leitura, selecione a faixa de leitura superior e verifique o valor indicado no visor.

O multímetro: um equipamento indispensável

Portanto, ter um multímetro a mão para trabalhar com equipamentos elétricos vai ajudar você saber melhor o que está fazendo, definir se precisa de componentes especiais no seu circuito, medir as diferentes cargas elétricas e garantir a segurança das pessoas e dos equipamentos eletrônicos de uma residência ou outro ambiente qualquer.

Essas foram as nossas dicas de hoje e deu para perceber que o multímetro é um equipamento muito importante para quem trabalha com circuitos elétricos seja na própria casa ou profissionalmente.